Rola Blog - Bem-humorado em suas quatro linhas. Ou melhor, entrelinhas.

Translate Traduca Traduzca Traduisez


------------------------------
:: Conheça o PERFIL do Rola Blog e do autor
------------------------------


E-mail


E-mail
Adicione o RB aos favoritos
------------------------------


RSS


Da Arquibancada:
- Sua nota para o Rola Blog
- Indique esse Blog


Enquete
Para o Brasil receber megaeventos esportivos, o mais importante é...

Investir em mobilidade urbana e infra-estrutura

Construir arenas e estádios modernos

Planejar o legado

Estruturar o esporte de base aliado à educação

Votar


Galeria.RB
- Álbum de figurinhas
- Ingressos históricos
- Joga Blog (Games)
- Wallpapers NBA
- Mapa do site
- Escrete Virtual
- Matérias Revista Placar


TV


PODCAST


Coberturas Especiais:
- ROLA BLOG NO PAN
- COPA DO MUNDO 2006
- OLIMPÍADAS 2008
- ELES QUEREM ESTÁDIO

BLOGS


ESPORTE


Siga o Rola Blog:
------------------------------

Twitter

Orkut


Facebook


Flickr


Youtube

------------------------------

Arquivo Esportivo:
- 26/09/2010 a 02/10/2010
- 18/07/2010 a 24/07/2010
- 11/07/2010 a 17/07/2010
- 04/07/2010 a 10/07/2010
- 27/06/2010 a 03/07/2010
- 20/06/2010 a 26/06/2010
- 13/06/2010 a 19/06/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 09/05/2010 a 15/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 11/04/2010 a 17/04/2010
- 21/03/2010 a 27/03/2010
- 07/03/2010 a 13/03/2010
- 14/02/2010 a 20/02/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 20/12/2009 a 26/12/2009
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 29/11/2009 a 05/12/2009
- 22/11/2009 a 28/11/2009
- 15/11/2009 a 21/11/2009
- 08/11/2009 a 14/11/2009
- 01/11/2009 a 07/11/2009
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 20/09/2009 a 26/09/2009
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 02/08/2009 a 08/08/2009
- 26/07/2009 a 01/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 12/07/2009 a 18/07/2009
- 05/07/2009 a 11/07/2009
- 28/06/2009 a 04/07/2009
- 21/06/2009 a 27/06/2009
- 07/06/2009 a 13/06/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 22/03/2009 a 28/03/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 08/03/2009 a 14/03/2009
- 01/03/2009 a 07/03/2009
- 22/02/2009 a 28/02/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 08/02/2009 a 14/02/2009
- 25/01/2009 a 31/01/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 04/01/2009 a 10/01/2009
- 21/12/2008 a 27/12/2008
- 14/12/2008 a 20/12/2008
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 23/11/2008 a 29/11/2008
- 16/11/2008 a 22/11/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 17/08/2008 a 23/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 23/12/2007 a 29/12/2007
- 16/12/2007 a 22/12/2007
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 02/12/2007 a 08/12/2007
- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 21/10/2007 a 27/10/2007
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 02/09/2007 a 08/09/2007
- 26/08/2007 a 01/09/2007
- 19/08/2007 a 25/08/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 15/07/2007 a 21/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 10/06/2007 a 16/06/2007
- 03/06/2007 a 09/06/2007
- 27/05/2007 a 02/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 06/05/2007 a 12/05/2007
- 29/04/2007 a 05/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 08/04/2007 a 14/04/2007
- 01/04/2007 a 07/04/2007
- 25/03/2007 a 31/03/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/03/2007 a 17/03/2007
- 04/03/2007 a 10/03/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 21/01/2007 a 27/01/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 24/12/2006 a 30/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 26/11/2006 a 02/12/2006
- 19/11/2006 a 25/11/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 29/10/2006 a 04/11/2006
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 08/10/2006 a 14/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 27/08/2006 a 02/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 13/08/2006 a 19/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 23/07/2006 a 29/07/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 25/06/2006 a 01/07/2006
- 18/06/2006 a 24/06/2006
- 11/06/2006 a 17/06/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 28/05/2006 a 03/06/2006
- 21/05/2006 a 27/05/2006
- 14/05/2006 a 20/05/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 09/04/2006 a 15/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 12/03/2006 a 18/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 05/02/2006 a 11/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006

------------------------------


Technorati


SÉRIE ESPECIAL: BLOGS ESPORTIVOS

Blogs esportivos: Parte 1Parte 2 | Parte 3 | Parte 4

Visão de marketing



Em entrevista ao Rola Blog, Beting avalia o panorama dos blogs esportivos no mercado da internet e aponta limitações e potencialidades deste recente nicho de informação na rede.

Os blogs precisam conseguir respeito, audiência e repercussão

RB: Na Europa, alguns clubes já contam com blogs mantidos por torcedores dentro de seus sites oficiais. O blog é uma boa ferramenta para estreitar o vínculo entre clube e torcedor?

EB:
Sem dúvida. O interessante do blog é que, nessa era de informação a qualquer hora e em qualquer lugar, ele cumpre um pouco o papel da origem do jornalismo, que era a notícia passada de ouvido em ouvido, com a versão de uma pessoa sobre aquele fato. O New Journalism norte-americano, que era pautado pela isenção - ou tentativa de isenção -, vem sendo reformulado.

O blog, então, acaba sendo a via de escape para ter informação, mas com análise. E análise absolutamente pessoal, sem qualquer interesse comercial envolvido. Por isso mesmo os blogs de torcedores acabam sendo ótima ferramenta para ligar clube e torcida. Eles mostram ao torcedor a importância que o seu pensamento tem para o clube.

Mesmo que os pedidos deles não sejam atendidos, o torcedor se sente bem em saber que o clube abre espaço para ele xingar o lateral-direito reserva no site oficial, por exemplo. E, além disso, o bom blog de torcedor pode ser, também, uma fonte de informação até para jornalistas. Isso gera proximidade para o clube não só com o torcedor, como também com outros públicos.

RB: Blogs esportivos têm condições de chamar a atenção de patrocinadores e mostrar que o investimento nesse nicho virtual vale a pena?
                                                                                                        NeoImages


EB:
O processo é absolutamente lento. A própria internet começa, agora, a ser um lugar para investimentos publicitários. Para conquistar publicidade, os blogs precisam conseguir audiência, respeito e, também, causar repercussão.

É por essas e outras que o anunciante se aproxima. Só que, ao mesmo tempo, quando isso acontece, a coisa muda de figura. O blog deixa de ser apenas um espaço virtual para manifestação de pensamento e se torna um negócio. E aí é preciso ter faturamento, estratégia, entrega etc.

Ainda acho que um blog, quando parte para a disputa de anúncio com as outras mídias, muda um pouco sua característica, que é a de ser algo puramente lúdico. E isso significa mais trabalho para o blogueiro, além de apenas postar e dar fluxo às discussões que surgem disso.

O futebol toma conta de mais de 80% da TV aberta

RB: Muito se discute sobre os limites éticos que envolvem merchandising e jornalismo. Como jornalistas esportivos consagrados, que hoje apostam nos blogs como renda-extra, podem explorar a publicidade em suas páginas sem ter de abrir mão da credibilidade?

EB:
Lembrando-se sempre do princípio básico de um veículo de comunicação: o produto final não é o anúncio, mas a credibilidade. É a partir da credibilidade da informação que um jornalista conquista espaço no mercado.

E isso assegura audiência, que, por sua vez, leva à publicidade. O começo é difícil, mas é preciso ter em mente que o resultado vem no futuro. É preciso muito trabalho para se chegar a um Estadão, uma Folha, uma Globo, um Grupo RBS.

RB: A maioria dos blogueiros esportivos mantém suas páginas de forma amadora e, ainda assim, o futebol é quem predomina no conteúdo dos blogs. Por que os esportes olímpicos não ganham espaço sequer em páginas que não dependem de faturamento nem de audiência para sobreviver?

EB:
Porque infelizmente essa é a realidade midiática do país. O futebol toma conta de mais de 80% de toda a programação esportiva na TV aberta, sem falar da TV fechada e das rádios. Teoricamente o espaço da internet é ilimitado. Mas a busca pelas notícias também é, e isso complica.

O fato é que um blog bem montado, em termos de conteúdo, sobre esportes que não o futebol, pode encontrar nichos interessantes de mercado e aí, sim, atropelar a concorrência na busca por receita publicitária. O que precisa existir, principalmente, são pessoas que disponham de tempo e interesse para discutir outros temas além do futebol.

A audiência será menor, é claro, mas a qualidade e a fidelidade do leitor podem ser muito maior, o que no longo prazo gera todos os benefícios que a princípio o blogueiro não se preocupa em ter, como audiência, receita publicitária etc.



- Postado por: Breiller Pires às 00h41
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________




SÉRIE ESPECIAL: BLOGS ESPORTIVOS

¡Soy Cuba!
                                                                                                 Arquivo pessoal

Castillo posa para foto ao lado da judoca cubana Estela Rodríguez, medalha de prata nas Olimpíadas de Barcelona-92 e Atlanta-96

“A blogosfera cubana vem crescendo bastante. É diversificada e, sobretudo, povoada, em sua grande maioria, por páginas enriquecedoras. Não há muito espaço para futilidades, tampouco para os temas que empobrecem nossa espiritualidade”.

Quem banca essa afirmação é o jornalista cubano José Raúl Castillo, apaixonado por esportes e seguidor de carteirinha do beisebol caribenho. Em agosto de 2006, Castillo se propôs a uma aventura. Criou um blog, o Infodeportivas.

Pode parecer exagero, mas, segundo ele, ter um blog em Cuba é realmente um desafio daqueles. O jornalista afirma que há diversos blogs espalhados pela Ilha, porém, alguns fatores ainda limitam o crescimento da blogosfera e da própria internet local.

“Esse bloqueio obcecado dos Estados Unidos a Cuba tem inegável impacto em nossa internet. Eles negam a Cuba o acesso ao cabo de fibra ótica, que possibilitaria um crescimento expressivo na transmissão de dados e na qualidade de conexão”, alega Castillo.

Ele argumenta que o país depende de uma limitada conexão via satélite, inviabilizando o acesso por parte de toda a sociedade cubana. Os poucos que conseguem esse privilégio, ainda têm de racionar o tempo de permanência na rede.

“Alguns profissionais, como no meu caso, que sou jornalista, fazem um requerimento ao governo e recebem uma cota de utilização. Eu, por exemplo, disponho de apenas 80 horas mensais. Logo, minha movimentação pela rede tem de ser muito rápida e eficiente”.

Mesmo com menos de três horas diárias de conexão, Castillo arruma tempo para atualizar o seu blog diariamente. Todos os esportes praticados em Cuba ganham espaço no Infodeportivas. Mas quem ocupa lugar cativo, sempre, é o beisebol. Até porque...

“A primeira coisa que um cubano faz na infância é jogar beisebol. Só a genética para explicar. É o esporte nacional, assim como o futebol é no Brasil”, explica.
                                                                                                 Arquivo pessoal

Para quem pensava que esporte na Ilha de Fidel se resume a beisebol e boxe, a bola corre solta pelos gramados da pequena Santiago de Cuba num joguinho de futebol

Questionado sobre os êxitos cubanos em diversos esportes, Castillo acredita que a fórmula do sucesso está centrada em dois pilares: massificação e políticas públicas voltadas para a prática esportiva.

“De um lado, temos uma política comprometida em colocar o esporte ao alcance de toda a população cubana. Do outro, um sistema de instituições que abrange todo o país, com aporte técnico de alta qualificação, encarregado de descobrir e desenvolver talentos esportivos. Sem dúvida, se trata de um modelo bem sucedido”.

Castillo cita sua cidade natal, Santiago de Cuba, localizada na porção leste da Ilha, como exemplo bem acabado da política esportiva cubana.

Ele conta que, além das belezas históricas e naturais, Santiago é marcada pela tradição em formar grandes atletas e por ser o berço de inúmeros torneios e competições realizadas no país. E, como bom aficionado, Castillo não perde um só jogo.

“Sempre que tenho oportunidade, assisto a tudo quanto é evento esportivo que ocorre por aqui. Aproveito essa dualidade de jornalista e torcedor para acompanhar as competições ora como narrador nas transmissões televisivas ora como mero espectador, vibrando com os atletas locais”, gaba-se o cubano.



- Postado por: Breiller Pires às 00h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________




SÉRIE ESPECIAL: BLOGS ESPORTIVOS

Conexão internacional
                                                                                                      Clustr Maps

Fora do Brasil, cultura de blogs esportivos também se espalha rápido e já conta com adeptos do mundo inteiro

O jornalista espanhol, Rubén Uría, 32, é dono de um dos blogs de futebol mais comentados na terra do rei Juan Carlos. “El Hacha de Rubén Uría” surgiu, segundo o próprio autor, como método de pôr em prática o hobby de falar e escrever sobre futebol. Hobby que os mais de dez anos de militância no jornalismo haviam deixado adormecido.

“Comecei com o blog para aliviar tensões do dia-a-dia e extravasar minhas frustrações jornalísticas”, brinca.

Uría mora e trabalha em Madrid, capital da Espanha. Ele afirma que dedica cerca de três horas por dia ao blog e que não ganha nenhum centavo com isso. Mesmo assim, o jornalista acredita ser importante levar o projeto à frente.

Para ele, a oferta de informação sobre esportes na Espanha anda muito empobrecida e sem qualidade, o que faz com que leitores, ouvintes e espectadores do país tenham de buscar outras opções em mídias diferentes. Sobretudo na internet e, principalmente, nos blogs.

“Há exceções, mas, em geral, a imprensa esportiva espanhola deixa a desejar. Conseguem piorá-la a cada dia. Ler algo interessante sobre esportes nos jornais especializados é raridade. Quem quer qualidade tem de buscar nos jornais generalistas. Jornais como As, Marca e Sport começam a entediar”, avalia.

O jornalista acredita que os blogs esportivos espanhóis são uma alternativa a esses jornais especializados que já têm alguma tradição no país e diz, ainda, que a cultura blogueira, assim como no Brasil, é recente e não pára de crescer.

“Temos muitos blogs esportivos por aqui [na Espanha], e cada dia mais e mais. Aos poucos vai se formando essa cultura blogueira, que começa a ganhar, inclusive, jornalistas consagrados”.

“Mas continuo achando que há muita gente postando com tanto talento quanto os jornalistas e, em algumas ocasiões, com muito mais, diga-se de passagem. Isso porque esses blogueiros escrevem com liberdade, sem rédeas”, acrescenta.

Para avaliar a blogosfera esportiva e acompanhar sempre os novos talentos que surgem pela rede, Uría resolveu criar em seu blog o “Ranking Blogs”. Todo o mês, o jornalista vasculha uma centena de blogs esportivos, tanto da Espanha quanto de outros países, e forma uma lista com os melhores.

Um ranking sem muito critério formal. Vai de acordo com o gosto e a preferência do autor. Para Uría, o melhor blog da rede no momento é o “Diários de Fútbol”, um blog espanhol que preza pelo trabalho em equipe. São mais de 10 autores postando diariamente.

Com o “El hacha...” na rede desde 2006, Uría revela que só agora começa a criar um certo carinho pelo blog. Em meio a uma pilha de textos para postar, e alheio às “dores de cabeça” para manter o espaço atualizado, o jornalista valoriza acima de tudo o prazer em escrever sobre o que gosta e a relação direta que mantém com seus leitores.

“Escrever sobre jogos históricos me agrada bastante. Relembrar o futebol do passado é o que eu mais gosto, e acredito que os leitores também gostem. É muito legal, também, sentir o ‘feedback’ de quem lê. Com isso, acabo virando amigo de muitos leitores”.

ATRAVESSANDO A FRONTEIRA
                                                                                                                AFA


“Futebol aqui na Argentina é paixão. Algo que eu duvido que vocês, brasileiros, tenham (risos)”.

Quem vê um argentino afirmar isso com tanta convicção, logo pensa: “mas que brincalhão, hein?”.

Porém, brincalhão é mesmo o melhor adjetivo para definir Guido Miñones, 21. O argentino, que vive na cidade de Vicente López, localizada a 15 quilômetros da capital Buenos Aires, aproveitou seu bom humor para criar um blog descontraído sobre futebol: “El que no corre vuela”.

Miñones conta que começou o blog em março de 2006. Segundo ele, nessa época, os blogs ainda não eram moda na Argentina. Foi seu irmão Dario quem sugeriu a criação do blog. Miñones, então, decidiu pôr a mão na massa – leia-se mouse.

A princípio, ele afirma que era mais sério e contido nas postagens do blog. Falava do futebol argentino em geral, sem deixar extravasar uma piada sequer. Mas, como o blog costuma ser o reflexo da personalidade de um blogueiro, o lado cômico de Guido Miñones não demorou a aflorar.

“Sempre gostei de tratar das coisas com alegria, com bom humor. Fui dando uns toques mais divertidos no texto e, aos poucos, os leitores começaram a comprar esse espírito. Hoje, de cada três posts, pelos menos dois têm algum toque humorístico”, diz.

Miñones acredita que, apesar das boas performances argentinas em outros esportes, como basquete, tênis e rugby, o futebol segue como prioridade e paixão nacional. Ao contrário do que muitos pensam aqui no Brasil, os vizinhos ainda não têm uma cultura tão multi-esportiva assim.

“Não dá pra negar que, depois das conquistas do basquete, há algum tempo, e do rugby, no último ano, o futebol começou a dividir espaço com essas outras modalidades. O tênis, também, sempre foi um esporte que agradou muito aos argentinos”.

“No entanto, essas modalidades são coisa de moda. São vistas apenas quando há Olimpíada ou algum campeonato mundial e, depois, ninguém mais vê nos próximos quatro anos. O futebol é diferente. As pessoas acompanham, vão aos estádios todos os finais de semana, largam tudo pelo futebol sem receber nada por isso”, argumenta.

Com toda essa paixão, Miñones, que é torcedor do Huracán, só poderia tratar mesmo de futebol em seu blog. Ele diz, entretanto, que não é só o gosto pela “pelota” que o faz escrever. Assim como Rubén Uría, o argentino vê a imprensa esportiva de seu país um tanto quanto superficial demais.

Daí, então, surge a motivação para manter o blog: a certeza de estar contribuindo para uma abordagem mais rica e relevante do esporte argentino.

“Por aqui, hoje em dia, é difícil achar algo que preste na imprensa esportiva. O principal diário do país [Olé], por exemplo, tem muito conteúdo inútil. É aí que muita gente acaba optando pelos blogs, onde é possível encontrar pontos de vista diferentes, que fogem da mesmice e da monotonia dos jornais diários”.



- Postado por: Breiller Pires às 00h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________