Rola Blog - Bem-humorado em suas quatro linhas. Ou melhor, entrelinhas.

Translate Traduca Traduzca Traduisez


------------------------------
:: Conheça o PERFIL do Rola Blog e do autor
------------------------------


E-mail


E-mail
Adicione o RB aos favoritos
------------------------------


RSS


Da Arquibancada:
- Sua nota para o Rola Blog
- Indique esse Blog


Enquete
Para o Brasil receber megaeventos esportivos, o mais importante é...

Investir em mobilidade urbana e infra-estrutura

Construir arenas e estádios modernos

Planejar o legado

Estruturar o esporte de base aliado à educação

Votar


Galeria.RB
- Álbum de figurinhas
- Ingressos históricos
- Joga Blog (Games)
- Wallpapers NBA
- Mapa do site
- Escrete Virtual
- Matérias Revista Placar


TV


PODCAST


Coberturas Especiais:
- ROLA BLOG NO PAN
- COPA DO MUNDO 2006
- OLIMPÍADAS 2008
- ELES QUEREM ESTÁDIO

BLOGS


ESPORTE


Siga o Rola Blog:
------------------------------

Twitter

Orkut


Facebook


Flickr


Youtube

------------------------------

Arquivo Esportivo:
- 26/09/2010 a 02/10/2010
- 18/07/2010 a 24/07/2010
- 11/07/2010 a 17/07/2010
- 04/07/2010 a 10/07/2010
- 27/06/2010 a 03/07/2010
- 20/06/2010 a 26/06/2010
- 13/06/2010 a 19/06/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 09/05/2010 a 15/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 11/04/2010 a 17/04/2010
- 21/03/2010 a 27/03/2010
- 07/03/2010 a 13/03/2010
- 14/02/2010 a 20/02/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 20/12/2009 a 26/12/2009
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 29/11/2009 a 05/12/2009
- 22/11/2009 a 28/11/2009
- 15/11/2009 a 21/11/2009
- 08/11/2009 a 14/11/2009
- 01/11/2009 a 07/11/2009
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 20/09/2009 a 26/09/2009
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 02/08/2009 a 08/08/2009
- 26/07/2009 a 01/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 12/07/2009 a 18/07/2009
- 05/07/2009 a 11/07/2009
- 28/06/2009 a 04/07/2009
- 21/06/2009 a 27/06/2009
- 07/06/2009 a 13/06/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 22/03/2009 a 28/03/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 08/03/2009 a 14/03/2009
- 01/03/2009 a 07/03/2009
- 22/02/2009 a 28/02/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 08/02/2009 a 14/02/2009
- 25/01/2009 a 31/01/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 04/01/2009 a 10/01/2009
- 21/12/2008 a 27/12/2008
- 14/12/2008 a 20/12/2008
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 23/11/2008 a 29/11/2008
- 16/11/2008 a 22/11/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 17/08/2008 a 23/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 23/12/2007 a 29/12/2007
- 16/12/2007 a 22/12/2007
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 02/12/2007 a 08/12/2007
- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 21/10/2007 a 27/10/2007
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 02/09/2007 a 08/09/2007
- 26/08/2007 a 01/09/2007
- 19/08/2007 a 25/08/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 15/07/2007 a 21/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 10/06/2007 a 16/06/2007
- 03/06/2007 a 09/06/2007
- 27/05/2007 a 02/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 06/05/2007 a 12/05/2007
- 29/04/2007 a 05/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 08/04/2007 a 14/04/2007
- 01/04/2007 a 07/04/2007
- 25/03/2007 a 31/03/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/03/2007 a 17/03/2007
- 04/03/2007 a 10/03/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 21/01/2007 a 27/01/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 24/12/2006 a 30/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 26/11/2006 a 02/12/2006
- 19/11/2006 a 25/11/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 29/10/2006 a 04/11/2006
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 08/10/2006 a 14/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 27/08/2006 a 02/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 13/08/2006 a 19/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 23/07/2006 a 29/07/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 25/06/2006 a 01/07/2006
- 18/06/2006 a 24/06/2006
- 11/06/2006 a 17/06/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 28/05/2006 a 03/06/2006
- 21/05/2006 a 27/05/2006
- 14/05/2006 a 20/05/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 09/04/2006 a 15/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 12/03/2006 a 18/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 05/02/2006 a 11/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006

------------------------------


Technorati


Como o funk explica o futebol brasileiro
                                                                                                          Fifa.com

Muitos preconceitos acabam surgindo das discussões a respeito da forma com que muitos jogadores têm comemorado seus gols este ano.

Thiago Neves, do Fluminense, e Souza, do Flamengo, lançaram a moda. É só a rede balançar e... créu! Dancinha no gramado e nas arquibancadas. Afinal, o batidão do Mc Créu já tomou conta dos estádios.

Hoje em dia, se o time deixa o campo goleado ou perde para o rival, não significa que saiu derrotado. “Levou um créu”, simplesmente. Uma forma bem brasileira de provocar o adversário, que não agride o fair play e dá todo o tempero ao nosso futebol.

Mas tem gente que acha tudo isso uma palhaçada sem igual. “Dançar o quê? Créu? Ver um bando de marmanjo rebolando em campo? O futebol brasileiro já não é mais o mesmo...”, diria algum tradicionalista, defensor da moral e dos bons – ou que lhe convém – costumes.

O alarde em torno do créu, do funk, da dança e das criativas comemorações que aparecem a cada rodada reflete bem o preconceito que nossa própria sociedade tem consigo mesma.

Muitas vezes, temos mania de negar aquilo que é parte integrante da nossa cultura, da nossa formação, pelo fato de ainda persistirem valores que reinaram ainda no tempo do Império.

Ninguém tem vergonha de dizer que gosta de Chico Buarque, que já leu Guimarães Rosa ou que não dispensa um bom sambinha de roda. Agora, peça pra alguém assumir que funk ou pagode, por exemplo, tem lugar em sua coleção de CD’s. São poucos os que se arriscam.
                                                                                              Globoesporte.com

Além dos gêneros musicais, estilos de vida, roupas e costumes próprios de determinadas culturas, que convivem e se inter-relacionam com diversas outras, são negados com absoluta autoridade pelo que podemos chamar de “senso comum da elite cultural”.

Claro que ninguém é obrigado a incorporar, vestir ou ouvir o que não lhe agrada. Mas aceitar e, principalmente, enxergar o “diferente” com outros olhos é admitir, com nobre humildade, que um Brasil de verdade se faz a partir de inúmeros discursos.

Quando o funk vira moda no futebol, surge, ao mesmo tempo, a oportunidade para se analisar de outra maneira a formação da escola canarinho nesse esporte, respeitada em todo o mundo. Será que o futebol-arte não nasceu, em parte, dessa mistura de ritmos que toma conta do país?

Vai ver a inspiração para uma torcida apaixonada vem lá do batidão que ecoa dos morros cariocas. Talvez, a destreza, a malícia de um drible desconcertante, está diretamente ligada ao gingado libertino enredado pelo funk.

Por que não? Se nem Nelson Rodrigues conseguiu explicar a magia que envolve uma partida de futebol, pode ser que o créu e o rap das armas ajudem a compreender um pouco desse mistério que faz o povo vibrar ao sabor de dribles e gols.

Saudemos, então, os funkeiros da bola, como Souza, Thiago Neves, Valdívia e mais um punhado que arrisca seus passinhos por aí.

Até porque, não só eles, como também boa parte dos brasileiros, tem de rebolar para sobreviver. Salário mínimo no bolso, filhos, netos, sobrinhos e o cachorro para sustentar. E, ainda, há de se guardar um troco para ver o time do coração no domingo à tarde.

Não é mole, não. “Tem que ter disposição, tem que ter habilidade...”



- Postado por: Breiller Pires às 21h48
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________




Os 100 anos da fé atleticana
                                                                                                  Fotomontagem

O século XX começou mesmo em 1908. Nascera, ali, uma nova era, uma nova religião.

Desde então, fé e crença andam de mãos dadas com o peregrino atleticano.

Porque o orgulho alvinegro não se baseia em páginas heróicas, imortais, como prega aos quatro cantos a doutrina celestial.

O atleticano se orgulha simplesmente do seu time. Do milagre que ascende a paixão em cada rosto ao ver o Galo entrar em campo. Não há nada igual em lugar algum.

Mal amados aqueles que desdenham da fé, da legião atleticana. Pobres pecadores. Que sejam perdoados por todos os santos, deuses e orixás. Que tenham de pedir penitência a Sua Santidade.

Se, antes de ler a Bíblia, o Papa tivesse visto o escudo do Atlético beijado por milhares de devotos apaixonados, na explosão de mais um gol, certamente não seria católico.

Seria atleticano. E a Missa do Galo, rezada em pleno Mineirão, louvaria esse amor sagrado que envolve o manto alvinegro.

Porque não há nada que mais defina um ato de fé do que a massa atleticana cantando o hino das arquibancadas.

Não há nada que mais se pareça com uma procissão do que a romaria em preto-e-branco tomando a avenida só pra ver o Galo jogar.

Não há nada que mais resuma uma benção do que o simples fato de ser atleticano. Uma vez até morrer.

Parabéns, Clube Atlético Mineiro! Pelo centenário e, sobretudo, por ser "orgulho do esporte nacional".



- Postado por: Breiller Pires às 00h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________