Rola Blog - Bem-humorado em suas quatro linhas. Ou melhor, entrelinhas.

Translate Traduca Traduzca Traduisez


------------------------------
:: Conheça o PERFIL do Rola Blog e do autor
------------------------------


E-mail


E-mail
Adicione o RB aos favoritos
------------------------------


RSS


Da Arquibancada:
- Sua nota para o Rola Blog
- Indique esse Blog


Enquete
Para o Brasil receber megaeventos esportivos, o mais importante é...

Investir em mobilidade urbana e infra-estrutura

Construir arenas e estádios modernos

Planejar o legado

Estruturar o esporte de base aliado à educação

Votar


Galeria.RB
- Álbum de figurinhas
- Ingressos históricos
- Joga Blog (Games)
- Wallpapers NBA
- Mapa do site
- Escrete Virtual
- Matérias Revista Placar


TV


PODCAST


Coberturas Especiais:
- ROLA BLOG NO PAN
- COPA DO MUNDO 2006
- OLIMPÍADAS 2008
- ELES QUEREM ESTÁDIO

BLOGS


ESPORTE


Siga o Rola Blog:
------------------------------

Twitter

Orkut


Facebook


Flickr


Youtube

------------------------------

Arquivo Esportivo:
- 26/09/2010 a 02/10/2010
- 18/07/2010 a 24/07/2010
- 11/07/2010 a 17/07/2010
- 04/07/2010 a 10/07/2010
- 27/06/2010 a 03/07/2010
- 20/06/2010 a 26/06/2010
- 13/06/2010 a 19/06/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 09/05/2010 a 15/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 11/04/2010 a 17/04/2010
- 21/03/2010 a 27/03/2010
- 07/03/2010 a 13/03/2010
- 14/02/2010 a 20/02/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 20/12/2009 a 26/12/2009
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 29/11/2009 a 05/12/2009
- 22/11/2009 a 28/11/2009
- 15/11/2009 a 21/11/2009
- 08/11/2009 a 14/11/2009
- 01/11/2009 a 07/11/2009
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 20/09/2009 a 26/09/2009
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 02/08/2009 a 08/08/2009
- 26/07/2009 a 01/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 12/07/2009 a 18/07/2009
- 05/07/2009 a 11/07/2009
- 28/06/2009 a 04/07/2009
- 21/06/2009 a 27/06/2009
- 07/06/2009 a 13/06/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 22/03/2009 a 28/03/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 08/03/2009 a 14/03/2009
- 01/03/2009 a 07/03/2009
- 22/02/2009 a 28/02/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 08/02/2009 a 14/02/2009
- 25/01/2009 a 31/01/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 04/01/2009 a 10/01/2009
- 21/12/2008 a 27/12/2008
- 14/12/2008 a 20/12/2008
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 23/11/2008 a 29/11/2008
- 16/11/2008 a 22/11/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 17/08/2008 a 23/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 23/12/2007 a 29/12/2007
- 16/12/2007 a 22/12/2007
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 02/12/2007 a 08/12/2007
- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 21/10/2007 a 27/10/2007
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 02/09/2007 a 08/09/2007
- 26/08/2007 a 01/09/2007
- 19/08/2007 a 25/08/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 15/07/2007 a 21/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 10/06/2007 a 16/06/2007
- 03/06/2007 a 09/06/2007
- 27/05/2007 a 02/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 06/05/2007 a 12/05/2007
- 29/04/2007 a 05/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 08/04/2007 a 14/04/2007
- 01/04/2007 a 07/04/2007
- 25/03/2007 a 31/03/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/03/2007 a 17/03/2007
- 04/03/2007 a 10/03/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 21/01/2007 a 27/01/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 24/12/2006 a 30/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 26/11/2006 a 02/12/2006
- 19/11/2006 a 25/11/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 29/10/2006 a 04/11/2006
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 08/10/2006 a 14/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 27/08/2006 a 02/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 13/08/2006 a 19/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 23/07/2006 a 29/07/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 25/06/2006 a 01/07/2006
- 18/06/2006 a 24/06/2006
- 11/06/2006 a 17/06/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 28/05/2006 a 03/06/2006
- 21/05/2006 a 27/05/2006
- 14/05/2006 a 20/05/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 09/04/2006 a 15/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 12/03/2006 a 18/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 05/02/2006 a 11/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006

------------------------------


Technorati


ANIVERSÁRIO!

Edição 205, ano III


"Viu aí, né, fera? Como se comemoram dois anos com estilo..." 

De dois anos pra cá, muita água correu, muita bola rolou.

Romário desencantou, marcou o mil. Schumacher, a lenda, deixou as pistas, o cockpit e os pódios sentindo um tremendo vazio.

Adriano, o Imperador, foi do céu ao inferno. De Deus unânime a pobre diabo. Desculpou-se pelos pecados e, agora, pede o trono de volta a São Paulo.

Outro goleador, Ricardo do Fardo, levou fama de maior artilheiro do mundo após marcar 21 gols em uma só partida. Celebridade, ainda que somente na pacata cidade de Tocantins, em Minas Gerais.

Também por essas bandas, o Ipatinga deu as caras. Em dois anos, o clube mineiro foi da terceira à primeira divisão. Mostrou grandeza, as garras do Tigre.

2006 foi ano de Copa do Mundo. O quarteto não deu liga, e a nação verde e amarela chorou aos pés de Zidane mais uma vez.

Porém, na final, a careca mais famosa do Champs Elysees foi parar no peito de Materazzi. E a França parou na força d’Azzurra, tetra.

No embalo dos grandes eventos, o Pan do Rio, em 2007, fez o Brasil sonhar com planos ambiciosos, com uma Olimpíada. Os Jogos “bombaram”, o país fez sua melhor campanha na história e nossos atletas colheram medalhas a rodo.

Ganhamos a Copa de 2014. Ganhamos, com Kaká, o prêmio de melhor do planeta. Ganhamos com Marta, também, entre as mulheres. Ganhou, no fim das contas, o nosso futebol feminino, que conseguiu alguma notoriedade.

Dois anos são prova de que, no esporte, não importa o tamanho do evento, a projeção da conquista ou mesmo o nome envolvido no fato em questão. Que seja um Kaká, que seja um Ricardo do Fardo. Tanto faz se é Copa ou se é Pan.

O que vale é a lembrança, aquilo que fica marcado na memória de cada torcedor desse mundão esportivo, que, dinâmico como ninguém, nos revela uma surpresa a cada dia.

É justamente na lembrança que, hoje, nessa data querida, completando dois anos de blogosfera, o Rola Blog deseja permanecer por muito tempo.

Ao torcedor brasileiro, aos atletas de fim de semana e a todos os rolablogueiros, com Ronaldinho Gaúcho fazendo as honras da casa, muitas felicidades, muitos anos de vida. 



- Postado por: Breiller Pires às 00h00
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________




Quero ser Forrest Gump

Incrível como perdemos nossa capacidade de contar histórias. Com o passar do tempo, estamos cada vez mais presos a dados e fatos. Cada vez mais distantes da prosa, do conto e da fantasia.

Pais e avós sempre nos contaram grandes histórias. Assombrações, proezas e ocorridos extraordinários às suas épocas despertavam nossa máquina de imaginar rumo a universos mirabolantes.

Desde pequenos, tomamos conhecimento de tudo aquilo que parece irreal. Desenvolvemos um mecanismo de separação entre provável e improvável que nos leva a acreditar ou a duvidar.

Por mais factível e bem arquitetada que a história do homem da capa preta, que saia de trás da moita de bambu para assombrar as pessoas, nos fosse apresentada, a máquina de imaginar logo impunha uma barreira.

Viajávamos, sim, nesse mundo fantástico, de uma literatura falada, prosaica e romanesca. Mas só acreditávamos se quiséssemos. Além do mais, história ou outra eram passíveis de crença, com louvores.

Hoje já não temos mais esse tato para a prosa popular. Somos induzidos a acreditar apenas no que é comprovado por números, provas e documentos. Um contador de histórias, nos tempos modernos, soa como ridículo, mentiroso.

Vai ver a tal objetividade, tão perseguida por jornalistas e donos da verdade, já tomou conta de toda a vida real. Que justamente por ser real, não admite qualquer aventura por universos fictícios, ou mesmo, de existência duvidosa.

Por negar a mentira o tempo todo, como se ela não fosse parte de nossa verdadeira história, nem responsável pela própria construção do nosso imaginário, deixamos de lado o talento virtuosamente humano de desdobrar histórias, revelar o desconhecido e considerar o improvável.

Talvez, por isso, lemos todos os dias as mesmas histórias. Aliás, histórias, não. Notícias. Porque na Terra da Verdade não são permitidos contos, fábulas ou qualquer baboseira parecida.

Quando nos dizemos cansados, por exemplo, da mesma ladainha esportiva de sempre, que apresenta objetivamente os melhores lances de uma partida, quem fez os gols, a palavra do treinador e pronto-e-acabou, apenas constatamos que a vida real, na verdade, é feita de histórias sem graça.

Ninguém tem apetite – nem tempo - para descobrir e contar a história do Neca, jogador do Quaquaquecetubal. Vai ver ele não foi bem aquele dia por conta da sua cadelinha, a Muchacha, que fugiu de casa um dia antes do jogo decisivo e o deixou um tanto abalado.



- Postado por: Breiller Pires às 02h08
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________