Rola Blog - Bem-humorado em suas quatro linhas. Ou melhor, entrelinhas.

Translate Traduca Traduzca Traduisez


------------------------------
:: Conheça o PERFIL do Rola Blog e do autor
------------------------------


E-mail


E-mail
Adicione o RB aos favoritos
------------------------------


RSS


Da Arquibancada:
- Sua nota para o Rola Blog
- Indique esse Blog


Enquete
Para o Brasil receber megaeventos esportivos, o mais importante é...

Investir em mobilidade urbana e infra-estrutura

Construir arenas e estádios modernos

Planejar o legado

Estruturar o esporte de base aliado à educação

Votar


Galeria.RB
- Álbum de figurinhas
- Ingressos históricos
- Joga Blog (Games)
- Wallpapers NBA
- Mapa do site
- Escrete Virtual
- Matérias Revista Placar


TV


PODCAST


Coberturas Especiais:
- ROLA BLOG NO PAN
- COPA DO MUNDO 2006
- OLIMPÍADAS 2008
- ELES QUEREM ESTÁDIO

BLOGS


ESPORTE


Siga o Rola Blog:
------------------------------

Twitter

Orkut


Facebook


Flickr


Youtube

------------------------------

Arquivo Esportivo:
- 26/09/2010 a 02/10/2010
- 18/07/2010 a 24/07/2010
- 11/07/2010 a 17/07/2010
- 04/07/2010 a 10/07/2010
- 27/06/2010 a 03/07/2010
- 20/06/2010 a 26/06/2010
- 13/06/2010 a 19/06/2010
- 30/05/2010 a 05/06/2010
- 16/05/2010 a 22/05/2010
- 09/05/2010 a 15/05/2010
- 02/05/2010 a 08/05/2010
- 11/04/2010 a 17/04/2010
- 21/03/2010 a 27/03/2010
- 07/03/2010 a 13/03/2010
- 14/02/2010 a 20/02/2010
- 24/01/2010 a 30/01/2010
- 10/01/2010 a 16/01/2010
- 20/12/2009 a 26/12/2009
- 13/12/2009 a 19/12/2009
- 29/11/2009 a 05/12/2009
- 22/11/2009 a 28/11/2009
- 15/11/2009 a 21/11/2009
- 08/11/2009 a 14/11/2009
- 01/11/2009 a 07/11/2009
- 25/10/2009 a 31/10/2009
- 27/09/2009 a 03/10/2009
- 20/09/2009 a 26/09/2009
- 16/08/2009 a 22/08/2009
- 09/08/2009 a 15/08/2009
- 02/08/2009 a 08/08/2009
- 26/07/2009 a 01/08/2009
- 19/07/2009 a 25/07/2009
- 12/07/2009 a 18/07/2009
- 05/07/2009 a 11/07/2009
- 28/06/2009 a 04/07/2009
- 21/06/2009 a 27/06/2009
- 07/06/2009 a 13/06/2009
- 17/05/2009 a 23/05/2009
- 03/05/2009 a 09/05/2009
- 19/04/2009 a 25/04/2009
- 05/04/2009 a 11/04/2009
- 22/03/2009 a 28/03/2009
- 15/03/2009 a 21/03/2009
- 08/03/2009 a 14/03/2009
- 01/03/2009 a 07/03/2009
- 22/02/2009 a 28/02/2009
- 15/02/2009 a 21/02/2009
- 08/02/2009 a 14/02/2009
- 25/01/2009 a 31/01/2009
- 18/01/2009 a 24/01/2009
- 11/01/2009 a 17/01/2009
- 04/01/2009 a 10/01/2009
- 21/12/2008 a 27/12/2008
- 14/12/2008 a 20/12/2008
- 07/12/2008 a 13/12/2008
- 30/11/2008 a 06/12/2008
- 23/11/2008 a 29/11/2008
- 16/11/2008 a 22/11/2008
- 02/11/2008 a 08/11/2008
- 26/10/2008 a 01/11/2008
- 19/10/2008 a 25/10/2008
- 05/10/2008 a 11/10/2008
- 21/09/2008 a 27/09/2008
- 14/09/2008 a 20/09/2008
- 07/09/2008 a 13/09/2008
- 31/08/2008 a 06/09/2008
- 24/08/2008 a 30/08/2008
- 17/08/2008 a 23/08/2008
- 10/08/2008 a 16/08/2008
- 03/08/2008 a 09/08/2008
- 20/07/2008 a 26/07/2008
- 13/07/2008 a 19/07/2008
- 06/07/2008 a 12/07/2008
- 29/06/2008 a 05/07/2008
- 22/06/2008 a 28/06/2008
- 15/06/2008 a 21/06/2008
- 08/06/2008 a 14/06/2008
- 01/06/2008 a 07/06/2008
- 25/05/2008 a 31/05/2008
- 18/05/2008 a 24/05/2008
- 11/05/2008 a 17/05/2008
- 04/05/2008 a 10/05/2008
- 27/04/2008 a 03/05/2008
- 20/04/2008 a 26/04/2008
- 13/04/2008 a 19/04/2008
- 06/04/2008 a 12/04/2008
- 30/03/2008 a 05/04/2008
- 23/03/2008 a 29/03/2008
- 16/03/2008 a 22/03/2008
- 09/03/2008 a 15/03/2008
- 02/03/2008 a 08/03/2008
- 24/02/2008 a 01/03/2008
- 17/02/2008 a 23/02/2008
- 10/02/2008 a 16/02/2008
- 03/02/2008 a 09/02/2008
- 27/01/2008 a 02/02/2008
- 20/01/2008 a 26/01/2008
- 13/01/2008 a 19/01/2008
- 06/01/2008 a 12/01/2008
- 30/12/2007 a 05/01/2008
- 23/12/2007 a 29/12/2007
- 16/12/2007 a 22/12/2007
- 09/12/2007 a 15/12/2007
- 02/12/2007 a 08/12/2007
- 25/11/2007 a 01/12/2007
- 18/11/2007 a 24/11/2007
- 11/11/2007 a 17/11/2007
- 04/11/2007 a 10/11/2007
- 28/10/2007 a 03/11/2007
- 21/10/2007 a 27/10/2007
- 16/09/2007 a 22/09/2007
- 02/09/2007 a 08/09/2007
- 26/08/2007 a 01/09/2007
- 19/08/2007 a 25/08/2007
- 12/08/2007 a 18/08/2007
- 05/08/2007 a 11/08/2007
- 29/07/2007 a 04/08/2007
- 22/07/2007 a 28/07/2007
- 15/07/2007 a 21/07/2007
- 08/07/2007 a 14/07/2007
- 01/07/2007 a 07/07/2007
- 24/06/2007 a 30/06/2007
- 17/06/2007 a 23/06/2007
- 10/06/2007 a 16/06/2007
- 03/06/2007 a 09/06/2007
- 27/05/2007 a 02/06/2007
- 20/05/2007 a 26/05/2007
- 13/05/2007 a 19/05/2007
- 06/05/2007 a 12/05/2007
- 29/04/2007 a 05/05/2007
- 22/04/2007 a 28/04/2007
- 15/04/2007 a 21/04/2007
- 08/04/2007 a 14/04/2007
- 01/04/2007 a 07/04/2007
- 25/03/2007 a 31/03/2007
- 18/03/2007 a 24/03/2007
- 11/03/2007 a 17/03/2007
- 04/03/2007 a 10/03/2007
- 25/02/2007 a 03/03/2007
- 11/02/2007 a 17/02/2007
- 04/02/2007 a 10/02/2007
- 21/01/2007 a 27/01/2007
- 14/01/2007 a 20/01/2007
- 07/01/2007 a 13/01/2007
- 24/12/2006 a 30/12/2006
- 10/12/2006 a 16/12/2006
- 26/11/2006 a 02/12/2006
- 19/11/2006 a 25/11/2006
- 05/11/2006 a 11/11/2006
- 29/10/2006 a 04/11/2006
- 22/10/2006 a 28/10/2006
- 15/10/2006 a 21/10/2006
- 08/10/2006 a 14/10/2006
- 01/10/2006 a 07/10/2006
- 24/09/2006 a 30/09/2006
- 10/09/2006 a 16/09/2006
- 03/09/2006 a 09/09/2006
- 27/08/2006 a 02/09/2006
- 20/08/2006 a 26/08/2006
- 13/08/2006 a 19/08/2006
- 06/08/2006 a 12/08/2006
- 30/07/2006 a 05/08/2006
- 23/07/2006 a 29/07/2006
- 16/07/2006 a 22/07/2006
- 09/07/2006 a 15/07/2006
- 02/07/2006 a 08/07/2006
- 25/06/2006 a 01/07/2006
- 18/06/2006 a 24/06/2006
- 11/06/2006 a 17/06/2006
- 04/06/2006 a 10/06/2006
- 28/05/2006 a 03/06/2006
- 21/05/2006 a 27/05/2006
- 14/05/2006 a 20/05/2006
- 07/05/2006 a 13/05/2006
- 30/04/2006 a 06/05/2006
- 23/04/2006 a 29/04/2006
- 16/04/2006 a 22/04/2006
- 09/04/2006 a 15/04/2006
- 02/04/2006 a 08/04/2006
- 26/03/2006 a 01/04/2006
- 19/03/2006 a 25/03/2006
- 12/03/2006 a 18/03/2006
- 05/03/2006 a 11/03/2006
- 26/02/2006 a 04/03/2006
- 19/02/2006 a 25/02/2006
- 12/02/2006 a 18/02/2006
- 05/02/2006 a 11/02/2006
- 29/01/2006 a 04/02/2006
- 22/01/2006 a 28/01/2006

------------------------------


Technorati


ELES QUEREM ESTÁDIO

RB ESTÁDIOS: Parte 1Parte 2 | Parte 3 | Parte 4 | Parte 5 | Parte 6

O Engenhão do Fogão

O Botafogo faz hoje uma partida de gala para inaugurar sua nova casa.

O Engenhão será palco do jogo com o River Plate, esta noite, do clássico com o Fluminense, no próximo domingo, das glórias e batalhas da estrela solitária nos próximos 20 anos.

É esse o tempo do contrato que o alvinegro carioca assinou com a prefeitura do Rio de Janeiro pelo estádio. O “aluguel” da casa nova é de R$ 36 mil mensais.

Construído especialmente para os Jogos Pan-americanos, o Engenhão custou cerca de R$ 400 milhões aos cofres públicos. O mais caro e o mais moderno estádio do país. Logo, em linhas gerais, o Botafogo foi, de longe, quem mais levou vantagem no negócio.

Se fizesse um fundo de investimentos, por exemplo, no qual depositasse R$ 36 mil por mês, o time de General Severiano só conseguiria erguer um estádio à altura em aproximadamente dez séculos.

Mas, por outro lado, a prefeitura carioca acabou tirando um fardo de suas costas. A despesa mensal com a manutenção do Engenhão gira em torno de R$ 400 mil. Agora, esse “pepino” está nas mãos do Botafogo.

Em números redondos, R$ 450 mil é o valor que o clube vai gastar mensalmente para administrar o estádio.

Para levantar essa receita e tornar o investimento lucrativo, o presidente botafoguense, Bebeto de Freitas, não tem ainda nenhum planejamento concreto. Apenas algumas idéias foram discutidas com empresas parceiras do Botafogo na gestão do estádio.

A principal delas é a ocupação do espaço multiuso do Engenhão nos dias sem jogos de futebol. Ensaios de escolas de samba, construção de lojas de conveniência e a instalação de uma faculdade nas dependências do estádio são algumas das possibilidades em vista.

As projeções de receita que o novo estádio pode gerar ao clube são amplas. Elas vão da arrecadação de bilheteria ao uso do estacionamento para um show de rock.

Entretanto, outro desafio de Bebeto é dar ao estádio a cara do Botafogo. Para que o torcedor possa se sentir realmente em casa, o Engenhão tem de deixar a imagem de patrimônio público – pelo menos nos próximos 20 anos – para se transformar em propriedade privada da massa alvinegra.

O elo entre torcida e estádio precisa refletir a verdadeira identidade do botafoguense. A ida ao Engenhão deve despertar até mesmo no mais jovem torcedor o saudosismo de épocas que ele sequer presenciou.

Época distante, quando o clube ainda mandava seus jogos nas modestas instalações de General Severiano. Época em que Garrincha encantava o Maracanã. Época em que o Glorioso lotava o Caio Martins, no retorno à primeira divisão.

Para ser um marco na história alvinegra, o Engenhão, além do lucro em dinheiro, deve simbolizar basicamente isso: a união de épocas gloriosas, que hoje vivem apenas no imaginário da torcida.

Porque o que ninguém cala, nesse time da estrela solitária, é o peso da tradição.



- Postado por: Breiller Pires às 14h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________




Como Fidel ensinou

Ninguém discute a competência cubana em formar atletas de alto nível e arrebatar quilos de ouro em Olimpíadas, Mundiais e Pan-americanos.

Se o PIB de Cuba é um dos mais baixos do mundo, a média de conquistas no esporte trata de fazer o devido contrapeso. O país é o maior ganhador de medalhas em Pans, levando-se em conta a relação medalha x número de habitantes.

Comparados aos resultados de Estados Unidos e Brasil no último Pan-americano, os números de Cuba chamam a atenção:

A fórmula vencedora adotada na ilha de Fidel Castro é bem simples: subsídio estatal, investimento em educação e capacitação profissional, valorização das universidades de educação física e atenção especial às categorias de base.

Em Cuba, não há profissionalismo, nem mesmo investimentos privados no esporte. Todo o investimento é bancado pelo governo. Jovens talentos, por exemplo, recebem uma bolsa para se dedicarem à prática esportiva. Como condição, eles têm de cursar o ensino superior.

Universidade é o que não falta por lá. Há pelo menos uma em cada província, sem contar os diversos centros de excelência esportiva espalhados pelo país.

Cuba tem ainda um suporte qualificado nas áreas de medicina e fisioterapia, referência mundial no tratamento e na prevenção de lesões. São muitos os especialistas da área esportiva que trabalham no país, dentre eles 40 mil professores de educação física.

O país caribenho conta hoje com mais de 30 mil atletas estudantes. Estima-se que outros cinco milhões de jovens tenham algum talento esportivo.

Toda essa estrutura começou a surgir na década de 60, após a Revolução Cubana, quando o presidente Fidel Castro decidiu criar o Instituto Nacional do Esporte.

Com a filosofia de levar educação e esporte a todos, o órgão investiu aos montes na prática esportiva. Foram instituídos os Jogos Anuais Escolares, verdadeiros celeiros de talentos, e os eventos esportivos no país passaram a ser gratuitos.

Melhor país latino-americano no quadro de medalhas da última Olimpíada, em Atenas, com nove ouros conquistados, Cuba é considerada uma potência em várias modalidades. Beisebol, boxe, judô e vôlei são as mais tradicionais.

Nem por isso os cubanos deixam de fabricar ídolos em outros esportes. O fenômeno Eric Lopez, da ginástica artística, e o consagrado Javier Sotomayor, do salto em altura, exemplificam bem a vocação multi-esportiva de Cuba.

O modelo do esporte cubano começa a ser copiado pela Venezuela. Desde quando assumiu o poder no país, o presidente Hugo Chávez já investiu mais de 510 milhões de dólares no esporte venezuelano.

Além do foco na formação de especialistas na área esportiva, os atletas de Chávez recebem bolsa-auxílio que varia numa média de dois mil dólares. Os resultados do investimento já começam a aparecer.

Os ginastas Regulo Carmona e José Luiz Fuentes, e a esgrimista Mariana Gonzalez, medalhistas de ouro no Pan do Rio de Janeiro, são alguns dos atletas formados da geração chavista.

Tudo bem que Cuba e Venezuela têm sistemas de governo bem distintos do Brasil. Situações e conjunturas diferentes, óbvio.

Mas se por aqui a economia vai bem, obrigado, e os índices de pobreza estão abaixo dos dois países em questão, o que explica os resultados pouco expressivos do esporte brasileiro nas últimas décadas? Futebol e vôlei não contam.

Talento e vocação esportiva são o que Brasil tem de sobra. Falta mesmo o investimento, a qualificação. O exemplo cubano está aí. E o da Venezuela, também.

O modelo a ser seguido não precisa ser idêntico. Qualquer incentivo mais consistente no esporte brasileiro, entretanto, já seria um grande passo rumo à consolidação de uma nova potência esportiva.



- Postado por: Breiller Pires às 20h41
[ ] [ envie esta mensagem ]

Compartilhe: AddThis Feed Button
___________________________________________________